Close Previous Next Previous Next Go up Go down Go up Go down Back to top Previous Go back Open menu Sound off Sound on Search Manager Calendar Date Comments Reading time Author Categories Tags Facebook Twitter Instagram LinkedIn YouTube Phone Play Play Pause Languages Oficina virtual Tu perfil

Entrevista a Pedro Chiôto, o novo Branch Manager da Nortempo Lisboa

Pedro chioto branch manager nortempo lisboa

Nascido e criado em Lisboa, capital de Portugal, Pedro Chiôto afirma que nunca teve “aquela coisa de ir à terra dos pais ou dos avós” nem nunca vivenciou a experiência de crescer num sítio mais pequeno e de ter de se mudar para um grande centro urbano. Aspirava, um dia, ser Engenheiro Mecânico, como o pai.

Em relação ao futuro, Pedro diz que lhe agrada “a ideia de deixar em aberto o lugar onde irá acabar“.

Em criança, qual a profissão que aspiravas um dia vir a ter? Por alguma razão em específico?

Recordo-me de dizer: quando for grande, quero ser Engenheiro Mecânico. De entre as muitas aspirações que tive em criança, recordo-me desta em particular pela simples razão de que – quando fosse grande – também queria ser como o meu pai.

Nessa altura, existia já algum indício de que o teu futuro passaria pela área dos Recursos Humanos?
O futuro passa por acreditar que podemos ser quem nós quisermos. O futuro constrói-se de sonhos; nessa altura, esse indício é o bastante.

Como foi o teu percurso académico? O que te levou a formar em Psicologia Aplicada e, consequentemente, tirar um mestrado em Psicologia Forense?
O percurso académico foi longo e rico em conhecimento; no entanto, e por via de uma vertente prática muito aquém da carga teórica precedente, optei por uma oferta formativa mais compacta, consubstanciada com outras correntes do Saber como o Direito e a evolução da penalidade e das instituições de resposta aos fenómenos da exclusão social.

Os reconhecimentos nesta área são notórios, o que te levou a mudar a direção e a dedicares-te à área dos RH?
Levou-me sobretudo a necessidade de desenvolver uma atividade profissional mais consistente onde tivesse a oportunidade de trabalhar outras competências num contexto muito desafiante, como é o mundo do Trabalho.

É público que deténs uma paixão pela elaboração de perfis, análise comportamental, estratégias de marketing e comunicação, história e literatura. Sentes que, de alguma forma, todas estas áreas se complementam para a gestão de Recursos Humanos? Se sim, de que forma são uma mais-valia para ti?
Acredito que sim: por um lado, desenvolvemos uma escuta mais direcionada no sentido latente do discurso, isto é, a discursividade latente ao próprio discurso; por outro, neste negócio fundamentado na confiança, a capacidade de promover a nossa marca e as competências das nossas pessoas, depende também da nossa capacidade de comunicar.

O que consideras ser uma boa gestão de Recursos Humanos?
A meu ver, uma boa gestão de Recursos Humanos é aquela que promove uma identificação positiva entre os objetivos propostos e o esforço aplicado na sua conciliação. E muito se passa à volta disto.

Se nunca te tivesses interessado pela área do comportamento humano, onde acreditas que estarias agora? Mudarias alguma coisa?
Talvez me tivesse tornado naquele Engenheiro Mecânico, ou fosse mais ligado à Gestão ou à Comunicação. Quem sabe se, às tantas, não viesse sempre dar exatamente aqui, onde estou hoje.

Quais são as tuas aspirações enquanto Branch Manager e em que patamar esperas conseguir colocar a Nortempo?
Enquanto organização, a Nortempo distingue-se pela sua aceleração comercial e capacidade integrada de resposta às necessidades dos nossos clientes, nisto, tendo sempre presente o cumprimento de critérios legais e de qualidade. Face ao seu enorme potencial de crescimento, o desafio consistirá na capacidade de comunicar o seu posicionamento diferenciado com foco, claro está, no resultado.

Pedro Chiôto assume funções de Branch Manager na Nortempo Lisboa desde setembro de 2022.
Bem-vindo à família Nortempo!